Guia completo sobre Psoríase

causas da psoriase

Este é um guia completo sobre a PSORÍASE.

Iremos abordar os seguintes temas:

  • O que é psoríase?
  • O que causa psoríase?
  • Tipos de psoríase mais frequentes
  • Sintomas da psoríase
  • Tratamentos para psoríase
  • Psoríase coça?

 

Causas da Psoriase

 

O que é Psoríase?

 

A psoríase é muito mais comum do que aparenta ser, é uma doença que tem como característica algumas lesões bem avermelhadas e que também apresenta descamações, geralmente em placas.

Essas placas costumam aparecer com frequência e em diversas partes do corpo, como:

  • Couro cabeludo
  • Cotovelos e joelhos
  • Pés
  • Mãos
  • Unhas
  • Região genital

O aumento da psoríase pode variar de pequenas lesões na pele até o comprometimento geral da derme.

A psoríase é uma doença crônica em que o organismo ataca ele mesmo, não é contagioso e pode ser rotineiro.

A sua gravidade costuma variar, podendo aparecer em lesões mais leves e fáceis de serem tratadas até lesões mais complicadas e extensas, que podem acarretar na insuficiência física, atacando também as articulações.

O que causa Psoríase?

 

Alguns médicos sentem uma certa dificuldade em falar sobre as causas da psoríase, porque a causa ainda é “desconhecida”, ou seja, não sabemos o que de fato pode acarretar no aparecimento desta doença.

O que muitos médicos acreditam até agora, é que todos os sistemas imunológicos tem uma célula chamada de célula T, essa célula viaja todo o corpo em busca de algo que se caracterize como estranho, podendo ser uma bactéria ou ate mesmo um vírus, para que possa combatê-los e nos livrar de qualquer infecção.

Mas se você tem psoríase, as células T acabam combatendo as células saudáveis, como se fosse para te livrar de uma infecção ou ajudar a cicatrizar uma ferida, por exemplo.

Consequentemente, pode trazer complicações, como a dilatação de alguns vasos sanguíneos e o número crescente de glóbulos brancos, que estão em grande número e avançam de forma muito rápida para a parte externa da pele, que provoca o aparecimento das lesões avermelhadas da qual te expliquei no início do artigo.

Essa doença funciona com um ciclo contínuo, que só terá fim se você fizer o tratamento adequado.

Os médicos também pressupõe que a genética determina, na maioria dos casos, no aparecimento da psoríase. Mas alguns fatores ambientais também podem estar associados ao aparecimento da mesma.

Alguns fatores que podem contribuir para o aparecimento da psoríase, são:

  • Infecções na garganta e na pele
  • Algumas lesões na pele, como: feridas, queimaduras de sol. machucados, de natureza química, elétrica, cirúrgica ou inflamatória.
  • Estresse em excesso
  • As variações climáticas
  • Fumo
  • Consumo exacerbado de bebidas alcoólicas
  • Alguns medicamentos, como para tratar transtornos bipolares e malária

 

Tipos de psoríase mais frequentes:

 

  • Psoríase em placa
    Essa é considerada a forma mais comum e abrangente da doença e sua principal característica é a variedade do tamanho das suas lesões e feridas. Elas podem surgir em diversos locais, mas os locais mais frequentes são: O Joelho, o couro cabeludo e cotovelos.
    Cerca de 80% das pessoas que sofrem com a psoríase, tem esse tipo da doença.
  • Psoríase Gutata
    Essa pode ser considerada a segunda forma mais comum entre as crianças e jovens de até 30 anos (dados da sociedade brasileira de dermatologia). Ela nunca vem sozinha e normalmente é proveniente de infecções bacterianas e costumam aparecer em pernas, troncos, braços e no couro cabeludo.
    No geral, 10% das pessoas que sofrem de psoríase, têm esse tipo da doença.
  • Psoríase do couro cabeludo
    Essa é a segunda forma mais comum no geral e cerca de 65% de toda a população que possui psoríase, sofre com esse tipo da doença. Como o nome já diz, o local que mais sofre com os sintomas da doença é o couro cabeludo, porém quando a doença vai ficando em um estágio mais avançado, a psoríase pode se alastrar para o pé do cabelo e para trás das orelhas.

causas da psoriase

 

  • Psoríase invertida
    Esse tipo de psoríase não atinge o couro cabeludo e nem as regiões mais lisas, se assim posso dizer. Ela vai atingir regiões que possuem muita pele acumulada, axilas, pescoços, virilhas e embaixo dos seios, porém, ainda assim poderá atingir as suas extremidades e causar rachaduras na pele.
    É importante dizer que esse tipo da doença acomete principalmente as pessoas que estão acima do peso ideal, pois nelas, o acúmulo de pele é maior e o atrito entre elas também, o que faz com que os sintomas se agravem.

 

Sintomas da Psoríase

Os sintomas da psoríase podem e irão variar de pessoa para pessoa e de tipo para tipo. Nesse primeiro momento, iremos abordar os sintomas que são mais comuns entre as pessoas e os tipos, depois vamos falar dos sintomas mais característicos de cada tipo.
Os sintomas mais comuns são:

  • Pele avermelhada
  • Pequenas manchas avermelhadas
  • As unhas em situação adversa: podem estar amareladas, esfareladas e descoladas
  • Articulações inchadas, rígidas e doloridas

Sintomas da Psoríase em placa

  • Placas de alto relevo, que costumam ser vermelhas e cobertas de escamas da cor prata e costumam cair regularmente.

Sintomas da Psoríase Gutata

  • Pequenos pontos escamosos e avermelhados na pele (Eles se parecem muito com pontos de água, quando ela é borrifada na pele).

Sintomas da Psoríase do couro cabeludo

  • A descamação pode ser fina ou extremamente grossa, se transformando em grandes placas que cobrem toda a região do couro cabeludo.

Sintomas da Psoríase invertida

  • Manchas vermelhas e lisas em torno da pele acumulada e que com a fricção podem ser agravadas.

 

Tratamento para psoríase

 

Mesmo com todos esses sintomas um pouco assustadores, existe tratamento para a psoríase.
Não tem como prevenir essa doença, mas é completamente possível que você controle os primeiros aparecimentos.
A forma que você tratará a psoríase dependerá da “manifestação” da doença, podendo variar de aplicações fáceis de medicação tópica até tratamentos mais cuidadosos e complexos.
O tratamento também pode variar de pessoa para pessoa e o estado emocional do paciente nunca poderá ser deixado de lado.
Claro que uma vida saudável e balanceada, sem estresse e muitas preocupações contribuirá para a melhora do paciente.
Ainda não existe uma cura para a psoríase, não tem como ser dito que a doença não aparecerá depois que os sintomas forem tratados.
Para conseguir a total “remoção” da doença, existem quatro principais tipos de terapia para a psoríase:

tratamento para psoriase

  • Tópicos
    Esse tipo de tratamento é para tratar a psoríase mais leve, aquela que afeta 30% ou menos da superfície da pele.
    Para esse percentual, utiliza cremes e pomadas em cima das regiões afetadas.

 

  • Fototerapia
    É uma técnica terapêutica que utiliza a emissão artificial e indolor da radiação ultravioleta.
    Esse tratamento é fornecido por aparelhos especiais em forma de cabine com lâmpadas fluorecentes.
    Quando é usado junto com medicamentos, os psoralenos ( substâncias foto ativas) é chamado de puvaterapia.
    É comum que nesse tratamento também utilize somente a radiação UVB na forma mais utilizada ou em um tipo que recebe o nome de NARROW-BAND.
    É como se fosse uma sessão de bronzeamento.
    Para esse tratamento você entrará numa cabine com lâmpadas especiais e ficará lá por alguns minutos com a pele afetada exposta a luz e a pele saudável sendo protegida por protetor solar ou uma roupa especial.
    Assim como o bronzeamento, você terá que repetir as sessões, no caso da doença, as sessões são semanais e a duração do tratamento dependerá do grau em que as lesões forem melhorando.
    Diferente dos outros tratamentos, a fototerapia tem uma vantagem em relação ao sol, não precisa depender das estações do ano, nuvens e horário para continuar as sessões e conseguir resultados satisfatórios.
    Além disso, na fototerapia você consegue ter mais segurança na dosagem de radiação ultravioleta.
    Pode acontecer de surgir algumas queimaduras, mas é bem raro.
    Como nada é perfeito, a fototerapia te proporciona segurança nas dosagens, mas possui efeitos colaterais, como:
    -Envelhecimento precoce
    -Maior risco de ter câncer de pele

 

  • Terapia sistêmica
    Essa terapia utiliza medicamentos por um longo período, podendo ser via oral ou em injeções.
    O uso deste tratamento é principalmente indicado nos casos mais moderados e graves e também nos pacientes que não conseguiram resultados com o tratamento tópico.
    Uma boa parte das terapias sistêmicas não deve ser usado por gestantes, porque pode causar anomalias congênitas no feto.

 

  • Terapias biológicas
    Esse tratamento é utilizado em uma parte específica da resposta imunológica, bem diferente das terapias sistêmicas que ajuda todo o sistema imunológico.
    Devido a isso, a terapia biológica deve ter menos efeitos colaterais que o tratamento sistêmico, mas não tem tempo suficiente para que isso fosse provado.
    Além deste fato, alguns biológicos são incrivelmente eficazes no controle da artrite psoriática.
    Hoje em dia, com a medicina em constante crescimento, já existe cinco biológicos sendo desenvolvidos para o tratamento da psoríase moderada e grave.
    -Alefacepte
    -Etarnecepte
    -Infliximabe
    -Adalimumabe
    -Ustekinumabe

Quanto mais informações você souber sobre as terapias e o que esperar delas, fica muito mais fácil para você controlar de forma amigável a sua psoríase.
Não adianta, essa doença necessita de um controle permanente, você precisa ir descobrindo o que será melhor para o seu tratamento.
Vale ressaltar que por ser uma doença crônica, não tem cura, mas tem tratamento e você não poderá desistir de controlar na primeira tentativa mal sucedida.

 

Psoríase coça?

 

A coceira é um dos principais sintomas e com certeza um dos mais incômodos também, cerca de 80% das pessoas que possuem essa doença reclamam do desejo quase irresistível de coçar a lesão.
A gravidade da coceira pode variar de pessoa para pessoa, podendo se concentrar em uma única área afetada.
O grau da coceira também é um dos fatores que podem variar, existe pessoas que possuem uma coceira leve, enquanto outras pessoas podem apresentar grau elevado e coçar a lesão até sangrar.
Muitas pessoas acham que a coceira pode fazer com que a psoríase se espalhe com mais facilidade pela pele, o que é totalmente errado.
A psoríase não irá espalhar por você coçar a lesão, ela simplesmente vai deixar de cicatrizar por você estar ferindo ainda mais.
Os médicos aconselham fortemente que você tente fazer algo que diminua a vontade de querer coçar, para que os sintomas melhorem e não agrave a situação da lesão.
Se você não conseguir fazer com que a irritação pare por algum tempo, é importante que você procure o seu médico e compartilhe com ele todo o seu incômodo.
Aproveite a oportunidade de estar com o seu médico, para explicar em que área coça mais, qual a duração entre as coceiras, qual o grau de irritação que você sente e o que anda fazendo para retardar a vontade de coçar a área.

Psoriase coca

 

Não se esqueça que você precisa ter força de vontade para conseguir controlar a psoríase, levar uma vida mais leve e sem estresse também contribui para a melhora da doença.

O fator emocional é considerado um forte elemento tanto no aparecimento quanto no tratamento da Psoriase.

Em momentos de crises mais severas, procure um médico Dermatologista e busque realizar atividades que te dão prazer.

Existe uma organização chamada Psoríase Brasil que luta para ajudar as pessoas que já foram afetadas pela doença e faz diversas pesquisas para tentar mostrar ao governo que essa doença é grave e se faz necessários programas informativos para poder ajudar os afetados e impedir que ocorra algum tipo de preconceito da população para com os enfermos.

Cerca de 125 milhões de pessoas possuem a doença em todo o mundo.

No Brasil, há cerca de 5 milhões de portadores da doença e segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, somente cerca de 5% fazem tratamento.

Em maio de 2014, a Organização Mundial da Saúde – OMS –, em sua 67a Assembleia, reconheceu a psoríase como uma doença grave, incapacitante, dolorosa, não transmissível e para a qual ainda não existe cura.

Ter um acompanhamento de saúde profissional é o princípio básico para conviver com a doença. Não adianta esperar remédios imediatos e milagrosos.

Abaixo listamos algumas localidades em São Paulo, onde você pode encontrar Dermatologistas Especialistas no tratamento da Psoríase:

Morumbi | Vila Olímpia | Pinheiros

Outros artigos:

Peeling de Diamante e Peeling de Cristal

Como tirar o amarelado da unha

 

 

Tratamento para queda de cabelo masculino

tratamento para queda de cabelo masculino

A queda de cabelo é um assunto que preocupa muito os homens, mas que também ocorre com as mulheres, mesmo que em menor frequência.

Existem alguns tratamentos que impedem ou retardam a calvície, que mostraremos a seguir.

tratamento para queda de cabelo masculino
Normalmente o ser humano perde 100 fios de cabelo ao longo de um dia.

Se notar que ao acordar há muitos fios de cabelo no travesseiro, no chão ou pia do banheiro e também um grande volume no pente ao pentear os cabelos, é algo a se avaliar.

Um fio de cabelo dura de 3 a 6 anos e, durante esse período, ele está em constante crescimento. Essa fase é chamada de anágena e cerca de 90% dos fios estão nessa fase.

Após esse período, o fio fica cerca de 2 semanas estacionado, sem crescimento, e depois ele cai, ficando dentro da estatística dos 100 fios por dia.

Outro sinal da queda de cabelo é o aumento do espaçamento entre um fio e outro, quando as “entradas” começam a aparecer ou quando é possível enxergar partes do coro cabeludo não coberto pelos fios.

A boa alimentação influencia no bom funcionamento de todo o corpo, inclusive na força e crescimentos dos fios de cabelo.

É sempre importante consultar um dermatologista para primeiro analisar cada situação individualmente, para poder descobrir as causas, que podem até ser decorrente de uma anemia, por exemplo.

 

Tratamento para queda de cabelo masculino

 

Um bom tratamento para a queda de cabelo masculino, que naturalmente também funciona para as mulheres, é a latanoprosta. Ele é um produto com aparência de mousse para cabelos que deve ser aplicado 3 vezes ao dia.

É um produto que diminui a queda e faz com que novos fios nasçam o que, consequentemente, diminui as falhas no cabelo. O resultado começa a ficar visível após 45 dias de tratamento e é uma solução definitiva para a queda.

O latanoprosta é um colírio para controlar glaucomas e hipertensão ocular, mas a substância é usada também nesse mousse ou espuma capilar, no tratamento para queda de cabelo. Ela foi descoberta após haverem relatos das pessoas que utilizaram o colírio e notaram o crescimento dos cílios.

O minoxidil é outro medicamento usado no tratamento contra a queda de cabelo. Ele age melhorando a circulação de sangue no couro cabeludo, que irá nutrir os fios.

E por fim, existe o tratamento chamado microagulhamento, onde é usado um instrumento que faz pequenos furos no couro cabeludo, resultando no desenvolvimento de vasos sanguíneos que farão com que novos fios sejam formados.

O microagulhamento também é um tratamento conhecido para a diminuição de cicatrizes, porque promove a renovação da pele.

Aos primeiros sinais de calvície é essencial que se procure um dermatologista para iniciar o tratamento, ao passo que depois de morto, o fio não cresce novamente. Em São Paulo, recomendamos dermatologista em Pinheiros.

E os medicamentos devem sempre ser prescritos pelo dermatologista, que irá analisar a necessidade de cada indivíduo.

Lembramos que a automedicação pode resultar em efeitos colaterais indesejados e que o dermatologista é o responsável por descobrir se a causa da queda de cabelo é nutricional, hormonal ou genética, antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.

 

Como tirar o amarelado da unha

amarelado das unhas

Tirar o amarelado das unhas pode ser simples, caso seja apenas uma mancha causada por esmaltes escuros, como falaremos a seguir.

Mas primeiro, é preciso investigar se trata de algo mais grave, como uma doença.

amarelado das unhas
O enfraquecimento da unha pode ser causado por alguns motivos, e um deles é o próprio excesso de zelo pela beleza.

As unhas precisam de descanso e quando ela está sempre com esmaltes, pode resultar no seu enfraquecimento, deixando-as amareladas, fracas e descascadas.

Outro motivo do enfraquecimento é a genética. Quando se herda unhas com espessura mais fina ou então a falta de vitaminas B e D no organismo.

Algumas doenças como alterações na tireóide ou anemia, também podem refletir nas unhas, deixando-as fracas e sem vida.

Algumas também apresentam pequenas manchas brancas e elas são causadas durante a sua formação, quando entra um pouco de ar e aquele pedaço na unha descola. Mas a mancha branca vai acompanhando o crescimento da unha e some depois de cortada.

E por fim, a unha também fica com o aspecto amarelado quando está com micose, que deve ser tratada o mais rápido possível. O que diferencia a micose, é que além de amarelada, a unha fica mais espessa e porosa por dentro, soltando pequenas massas brancas.

Como tirar o amarelado da unha

Quando a unha amarelada é resultado do uso de um esmalte escuro e existe a necessidade de clareá-las para poder utilizar um esmalte claro, bastar esfregar um algodão molhado em água oxigenada antisséptica, 10 volumes, que irá limpá-la profundamente.

Contudo, se as unhas estão amareladas sem ser resultado de um esmalte escuro e que continua crescendo quebradiça, é extremamente importante consultar um dermatologista que irá examinar a saúde da unha para constatar ou não se á algo mais grave, como uma micose ou outra doença.

Se você está em São Paulo, recomendamos algumas clínicas de dermatologia.

Nunca se esqueça de que a unha também é parte viva do corpo humano e que está em constante crescimento, por isso é importante cuidar dela também.

Com relação à falta de vitaminas no organismo, alguns alimentos deixam as unhas mais fortes como: bananas, carnes, vegetais verdes folhosos, cereais, ovos, peixes e frutos do mar.

Leia também: Tudo sobre queda de cabelo feminino

O excesso de vezes que a lava ou a limpeza da casa pode depositar muitos produtos químicos, como álcool, detergente e sabão, que deixam a unha fraca. Outro fator ruim, é a baixa umidade do ar, que as deixam ressecadas, junto com a pele e cabelos.

É importante deixá-la alguns dias sem esmalte e nesse período utilizar óleo fortalecedor, para recurar a queratina da unha que fica ressecada com o uso de muito esmalte e acetona.

Uma boa dica é utilizar removedor de esmalte à base de óleo que irá ressecar menos.

Caso não possa ficar sem esmalte, sempre o remova um dia antes de ir à manicure para que as unhas tenham pelo menos essas horas de descanso.

Nesse período sem esmalte, também é importante aplicar, massageando, o mesmo creme hidratante que passa no corpo.

O diretório www.dermatologistaespecialista.com.br disponibiliza uma rede de profissionais especialistas em todo o Brasil.

Dicas de como acabar com as celulites

como eliminar as celulites

Acabar com a celulite não é uma missão impossível. Ela tem influência nos hormônios, alimentação e sedentarismo e é um processo inflamatório formado por uma mistura de gordura e líquido que resulta em relevos disformes na pele.

como eliminar as celulites

Essa inflamação na pele pode ir se agravando em até 4 graus diferentes, conforme você confere abaixo:

Grau 1: Só aparece quando a pessoa se movimenta ou ao pressionar a pele.

Grau 2: Quando a celulite é aparente mesmo com o corpo parado e tem o aspecto de casca de laranja.

Grau 3: Além de ser aparente como no grau 2, ela provoca dor ao apertar o local e a temperatura do tecido fica mais fria com relação a outras regiões do corpo sem celulite, e isso acontece devido à baixa circulação de sangue no local.

Grau 4: A celulite é extremamente dolorida e visível até mesmo com roupa.

Como acabar com as celulites

Existem três formas de amenizar e até eliminar a celulite: praticando atividade física, melhorando a alimentação e fazendo tratamentos estéticos.

Para lhe auxiliar nesse processo, vamos falar primeiro dos principais alimentos que causam a celulite:

1 – Sopas industrializadas: Não contêm legumes de verdade, apenas aromatizantes e são cheias de sódio. Também são muito pobres em nutrientes e, por esse motivo, devem ser eliminadas da alimentação, e substituídas por versões orgânicas e naturais.

2 – Picanha com sal grosso: Nos churrascos a picanha é feita com muito sal grosso e o pedaço de gordura é mantido, e isso contribui para a celulite. Pode ser amenizada feita com menos sal e retirando a faixa de gordura. Isso também serve para os outros tipos de carne.

3 – Salame: Tem sódio e muita gordura.

4 – Creme de leite: Alimento extremamente calórico e com gordura saturada, mesmo em pequenas quantidades.

5 – Frituras: No processo de fritura, a gordura penetra por todo o alimento, além dos alimentos fritos serem muito salgados e condimentados. O sal ajuda as células a reterem mais líquido.

Outros alimentos, no entanto, ajudam a melhorar essa inflamação que é a celulite:

1 – Chá verde: É diurético, tem antioxidantes, dá saciedade e tem efeito termogênico que acelera a queima de gordura.

2 – Iogurte: O intestino é um órgão eliminador das substâncias que o corpo não precisa e se ele não funciona bem, as substâncias permanecem no corpo e contribuem com a celulite. E o iogurte contém os lactobacilos que melhoram a flora intestinal.

3 – Uva: Melhora a circulação, combate os radicais livres, melhorando o aspecto da pele.

4 – Salmão: Tem proteínas que amenizam a flacidez e tem ômega 3 que ajuda a desinflamar as células.

5 – Hortaliças: Podem ser ingeridas à vontade. Quando uma pessoa inicia a refeição comendo um prato de hortaliças, irá comer bem menos no prato principal, porque já estará saciada. Além disso, elas são cheias de nutrientes e vitaminas para deixar a pele bonita.

Para quem quer partir para tratamentos estéticos, abaixo estão alguns tratamentos que promovem a formação de colágeno, responsável por deixar a pele mais firme e lisa.

• Carboxiterapia: É aplicado gás carbônico no tecido subcutâneo que estimula o colágeno, melhorando a região da celulite. Ele é indicado de uma a duas vezes por semana, de acordo com o grau da celulite e é realizado em pelo menos 10 sessões.

• Radiofrequência: A base dele é o calor e também vai estimular a formação de colágeno, melhora o aspecto da celulite, a circulação, diminui edema e melhora a flacidez. É indicada uma média de 10 a 15 sessões.

A prática de exercícios físicos também contribui para uma pele mais bonita, assim como uma boa noite de sono, uma vez que quem não dorme bem tem alteração nos hormônios do estresse, que favorecem a celulite.

 

Sintomas do câncer de pele

Sintomas Cancer de Pele

Os sintomas do câncer de pele são normalmente lesões avermelhadas, que têm as bordas levemente aperoladas ou lesões pretas. Algumas lesões também podem apresentar descamações que não melhoram com o uso de pomadas.

Mas primeiro, vamos entender o que é o câncer de pele e por que ele aparece? O câncer de pele é um conjunto de células da pele que se prolifera de uma maneira desordenada, formando uma lesão maligna.

 

Cancer de Pele Sintomas Foto

 

Já a pele é o maior órgão do corpo humano, responsável pela troca de calor e água com o ambiente, encarregada de proteger os órgãos internos contra bactérias e de captar e enviar para o cérebro informações sobre calor, frio, dor e tato.

O câncer de pele pode ser dividido em melanoma e não melanoma. O melanoma é de baixa incidência, mas geralmente quando aparece é fatal. Ele normalmente surge como uma mancha ou pinta preta.

O não melanoma é o que mais aparece, mas felizmente não é fatal. No entanto, ele provoca grandes destruições nas estruturas da pele em que acomete, caso não seja tratado logo no início.

 

Sintomas e prevenção do câncer de pele

 

O câncer de pele tem como principal sintoma o aparecimento de uma lesão na pele que ainda não existia ou que já existia e sofreu alterações no tamanho e cor ou apresentou sangramentos.

A seguir, vamos dar mais detalhes e exemplos dessas alterações na pele e no organismo:

  • Crescimento de um sinal, pele avermelhada ou coceira;
  • Presença de nódulos palpáveis como um nódulo na mão;
  • Aparecimento de feridas que não cicatrizam na cavidade oral como língua e boca, principalmente nos fumantes;
  • Também pode ocorrer o aparecimento de hemorragias nos orifícios, como tosse com sangue ou a presença de sangue nas fezes;
  • Outro sintoma é a mudança no tamanho ou na cor de uma simples pinta, mesmo que não apresente dor ou coceira alguma.

 

Sintomas Cancer de Pele

 

Na maioria das vezes, as pessoas não percebem os sinais que aparecem na pele, acham que são feridas simples, e acabam procurando o médico especializado muito tempo depois e isso pode ser tarde demais.

Por esse motivo, é muito importante cuidar do próprio corpo e mostrar ao médico qualquer anormalidade que apareça na pele. Uma forma de conhecer o padrão de suas pintas é se observar no espelho ao menos uma vez por mês, assim como olhar as sardas e verrugas. Dessa forma, você notará assim que houver alguma mudança.

Para prevenir o câncer de pele, tome cuidado com a exposição ao sol. Evite horários de maior intensidade dos raios solares e sempre aplique o filtro solar. Também tome cuidado com feridas que demoram a cicatrizar e com pintas escuras que não existiam antes.

O câncer de pele pode ser curado, principalmente o não melanoma. Por isso, seja cuidadoso com o seu corpo.

Qualquer ferimento, caroço, mancha, marca, mudança na aparência da pele ou na textura, como cor, forma ou tamanho, exigem uma consulta ao médico, pois se for constatado câncer de pele, ele poderá ser removido brevemente sem deixar sequelas.

Dicas para acabar com melasma no rosto

como clarear manchas no rosto

Você tem melasma no rosto e não sabe o que fazer para se ver livre dele? Sabemos que essas machas incomodam, pois afeta a aparência mexendo com a auto estima, mas existe solução, basta que a pessoa se dedique ao tratamento de maneira adequada.

São chamadas de melasma, manchas escuras simétricas que surgem em áreas do rosto, como a testa, bochechas e queixo. Historicamente, esse foi considerado um transtorno de hiperpigmentação que afetava mulheres que passavam por mudanças hormonais.

como clarear manchas no rosto

Hoje, especialistas entendem que esse problema é ainda mais complexo do que isso. Enquanto pesquisas são feitas para encontrar a causa exata, as teorias atuais sugerem que, além das alterações hormonais, a gravidez, a exposição aos raios solares e a genética são os principais fatores que influenciam no surgimento das manchas.

A relação do melasma com a gravidez

A gravidez é um momento onde você pode esperar o inesperado, além da variedade de mudanças de pele que uma mulher pode sentir durante esse período, certo grau de hiperpigmentação afeta quase todas as gestantes. No passado, esse transtorno era conhecido como “a máscara da gravidez”.

Embora tenha sido associado à gestação e ao uso de contraceptivo, uma nova pesquisa mostra que, em muitas pessoas, incluindo homens, é uma doença crônica que pode durar décadas. Isso porque o melasma é uma condição persistente, que requer visitas regulares ao dermatologista, bem como cuidados diários para eliminar as manchas.

Tratamento para acabar com o melasma no rosto

Os hormônios disparam essa condição continuamente, por isso o tratamento induzido por hormônio só deve começar depois que a mulher tenha terminado a amamentação ou alterado o medicamento contraceptivo. Durante a gravidez o tratamento é feito com filtro solar, ceramidas 3B e ácido glicólico.

A precaução é fundamental porque você pode agravar a pigmentação, desencadeando inflamações na pele. Outra recomendação para eliminar as manchas é usar diariamente produtos clareadores e realizar procedimentos estéticos a base de laser.

É importante também aplicar produtos antioxidantes, que tem a função de tratar e prevenir o envelhecimento precoce da pele. Fórmulas caseiras geralmente são indicadas por familiares e amigos, mas tenha cuidado com a auto medicação, pois o ideal é consultar um médico especializado, que pode definir o melhor tratamento para o seu tipo de pele.

Não se desespere, melasma tem solução

Pelo fato de ser um problema altamente visível, causa um sofrimento significativo para a pessoa.

Isso reflete não só na aparência da pele, mas na qualidade de vida e felicidade do paciente. Esse problema pode ser revertido, basta que se cumpra todas as etapas do tratamento, conforme orientações médicas.

Depois de realizar corretamente o tratamento, geralmente o melasma desaparece em poucos meses, mas caso a mulher volte a engravidar ou consumir hormônios, as manchas podem reaparecer.

Segundo os médicos, a prevenção do melasma tende a ter um efeito positivo, tanto que ajuda a evitar o desenvolvimento de rugas mais profundas e o câncer de pele.

 

Queratose Pilar: Sintomas, Causas e Tratamentos

Sintomas, Causas e Tratamentos

A queratose pilar é uma condição comum da pele, que aparece como pequenas protuberâncias na pele.

Por DERMATOLOGISTA ESPECIALISTA

O que é Queratose Pilar?

A queratose pilar é uma condição comum da pele, que aparece como pequenas protuberâncias na pele. Se parecem com arrepios e pode ser confundido com pequenas espinhas.

queratose pilar tratamento eficaz

Surgem mais frequentemente nos braços e nas coxas. As crianças podem ter esses caroçinhos nas bochechas.

A queratose pilar é inofensiva e indolor. O que mais incomoda pode ser a coceira, a secura ou a aparência.

Mais comum nas crianças e adolescentes, normalmente diminuem e se acabam com o tempo.

O tratamento da pele seca geralmente ajuda. A pele seca pode tornar esses caroços mais visíveis.

Sintomas da Queratose Pilar

  • Pele seca e áspera como lixa
  • Piora quando as mudanças sazonais de clima causam baixa umidade e a pele tende a ser mais seca
  • Pele parecida com pele de galinha sem penas ou arrepiada
  • Aparece em cores diferentes, incluindo a mesma cor que a sua pele, branco, vermelho, rosado (na pele clara) e preto acastanhado (na pele escura)

queratose pilar

Causas da Queratose Pilar

A queratose pilar é causada pelo acúmulo de queratina, uma proteína rígida que protege a pele de substâncias nocivas e infecções.

O acúmulo forma uma placa que bloqueia a abertura de um folículo piloso.

Não se sabe exatamente por que a queratina se acumula. Mas pode ocorrer em associação com doenças genéticas ou com outras condições da pele, como a dermatite atópica.

Se você tem a pele seca, é mais provável ter queratose pilar.

Geralmente é pior nos meses de inverno, quando há menos umidade no ar, e então pode desaparecer no verão.

Tratamento para Queratose Pilar

O tratamento para a queratose pilar não é, normalmente, necessário.

Mas se você está preocupado com a aparência da sua pele ou da sua criança, consulte seu médico ou especialista em doenças da pele, o Dermatologista.

Ele muitas vezes será capaz de fazer um diagnóstico em um simples exame na sua pele.

Mantenha a pele úmida para diminuir os efeitos da queratose pilar.

Você pode usar um dos vários produtos disponíveis para ajudar a melhorar a aparência da pele afetada.

Se medidas de hidratação e outras medidas de autocuidado não ajudam, seu médico pode prescrever algum medicamento.

Algumas dicas simples podem ajudar a manter sua pele confortável.

  • Evite coçar ou esfregar a pele grosseiramente.

  • Use água morna em vez de quente para tomar banho

  • Diminua seu tempo de banho

  • Experimente sabão que tenha adicionado algum tipo de óleo em sua composição

  • Use cremes hidratantes generosamente na pele

  • Mantenha o ar mais úmido em sua casa com um umidificador

Pomadas e Cremes indicados para Queratose Pilar

Exfoliantes tópicos removem as células mortas da superfície da sua pele.

Pode-se considerar cremes que contêm ácido alfa-hidroxi, ácido láctico, ácido salicílico ou uréia.

Os ácidos podem causar vermelhidão ou um ligeiro ardor, portanto não são recomendados para crianças.

Os retinóides tópicos, relacionados à vitamina A, ajudam a evitar que os folículos capilares sejam obstruídos.

Estes incluem produtos com os ingredientes de tretinoína (Avita, Renova e Retin-A) e tazaroteno (Avage e Taxorac). Mas retinóides tópicos podem irritar a pele, causar vermelhidão ou descamação.

As mulheres que estão grávidas, que amamentam ou podem engravidar devem evitar retinóides tópicos.

Queratose Pilar Tratamento a Laser

O tratamento a laser pode ser eventualmente usado para tratar vermelhidão e inflamação severas.

Não é uma cura, mas pode proporcionar algum alívio quando cremes e loções não são suficientes. Você pode precisar de várias sessões para que este tratamento funcione.

Compartilhe!

Como acabar com as espinhas nas costas

Tratamento para Espinhas nas costas

Quem nunca teve uma espinha? Esse problema é comum na adolescência, mas quando se estende para a fase adulta causa vários transtornos, principalmente quando aparece nas costas. Mas, não se preocupe, é possível eliminá-las, saiba como nesse artigo.

 

espinhas nas costas

 

As espinhas são inflamações causadas pelo entupimento dos poros, o que obstruiu a passagem da gordura. Elas podem surgir em qualquer faixa etária, devido a fatores externos e mudanças hormonais.

As costas é uma área propícia para o surgimento de espinhas, normalmente junto aos ombros, onde há diversas glândulas sebáceas. Além de causar erupções cutâneas e desconforto, às vezes, num grau mais avançado, podem inchar e doer.

 

Espinha nas costas: causas

 

Quem tem pele oleosa e cravos está mais propenso a desenvolver espinha nas costas. No entanto, segundo dermatologistas, alguns fatores são determinantes para o aparecimento delas.

  • Cabelos longos em contato com as costas pode estimular as glândulas sebáceas a produzirem mais sebo. A situação piora quando os fios estão com algum produto que tenha óleo em sua composição.
  • Os raios solares também estimulam o seu desenvolvimento, devido ao aumento da oleosidade da pele, por isso use sempre filtro solar.
  • A dificuldade para ensaboar as costas durante o banho também favorece o aparecimento, isso porque a oleosidade aumenta quando o local não é bem limpo. A dica é usar uma escova para lavar as costas ou pedir para alguém fazer isso por você.
  • Espinhas mal tratadas podem resultar em acne, que se espalham deixando sequelas que dificultam a remoção.
  • A alimentação inadequada também pode causar espinhas. Procure beber muita água e ingerir alimentos que contenham vitamina A, E e C, nas frutas cítricas e folhas verdes você vai encontrar esses nutrientes.

 

Tratamento para espinhas nas costas

 

Se você tem tendência a desenvolver espinhas procure realizar um tratamento periódico, por exemplo, fazer a limpeza da pele com sabonete anti-acne diariamente no banho (os mais indicados são aqueles com ácido salicílico e enxofre em sua composição).

Faça também esfoliação nas costas usando um produto específico, pelo menos uma vez por semana.

Os medicamentos tópicos a base de ácido tem efeito anti-inflamatório, sendo que em alguns casos, é indicado tratamento com laser.

É importante não espremer a espinha, pois isso pode causar manchas e cicatrizes na pele.

Tônicos anti-acne vendidos em farmácias também podem ajudar na prevenção.

Além disso, use sempre filtro solar e não deixe de consultar um dermatologista para realizar um tratamento adequado para o seu problema.

Cuide da sua pele

Agora que você já sabe o que causa as espinhas nas costas, tente evitar sua proliferação mantendo a higienização da pele, além de outras precauções, como por exemplo, evitar blusas apertadas. Outra dica é conter o suor na região procurando banhar-se com frequência e secar com uma toalha limpa.

Procure um dermatologista e invista num tratamento para acabar de vez com esse problema. Quando os cuidados são tomados desde a puberdade fica mais fácil combater as indesejáveis espinhas nas costas.

 

 

Ácido azeláico: Para que serve?

Acido Azelaico Creme

Pra que serve?

O ácido azeláico é muito útil para cuidados com a beleza e serve para o tratamento de acne e manchas da pele.

Por DERMATOLOGISTA ESPECIALISTA

Ele é encontrado naturalmente no trigo, cevada e centeio e pode ser obtido por meio da oxidação do óleo da planta mamona.

O ácido azeláico é usado principalmente no tratamento contra a acne, quando indicado pelo dermatologista. Depois de avaliada a necessidade do seu uso, ele pode ser aplicado como peeling ou como pomada. O procedimento do peeling deve ser executado em clínicas dermatológicas, por profissionais especializados.

Ácido Azeláico Azelan Gel Preço

A pomada do ácido azeláico, conhecida como Azelan Gel, pode ser encontrada facilmente nas farmácias. Ela é vendida somente sob prescrição médica, por meio da apresentação de receita, e custa em torno de R$ 50,00.

Acido Azelaico Azelan Gel Benefícios do Ácido Azeláico

O ácido azeláico é conhecido por não possuir alguns efeitos colaterais que a maioria dos medicamentos para acne possui como, por exemplo, não piora o quadro da acne no início do tratamento antes de melhorar a textura da pele, não provoca a descamação da pele, pode ser aplicado mais de uma vez ao dia e pode ser usado por mulheres grávidas e também por aquelas que estão amamentando.

Isso se torna uma grande vantagem desse medicamento perante os outros, pois o que acontece é que durante a gestação, a atividade de algumas glândulas pode aumentar como é o caso da glândula sebácea. Por esse motivo, existem muitas gestantes que têm o quadro da acne piorado durante a gravidez.

Muitos medicamentos são proibidos de ser usados por mulheres grávidas devido a sua composição, mas o ácido azeláico está entre os aprovados, já que não tem indicativo nenhum de que possa fazer qualquer tipo de mal ao feto.

Ácido Azeláico no Tratamento do Melasma

O ácido azeláico também é indicado para o tratamento de manchas na pele, como é o caso do melasma, que são aquelas manchas escuras que aparecem com maior frequência no rosto.

Acido Azelaico Melasma
O melasma é provocado por uma produção exagerada de melanina e pode aparecer em homens e mulheres, sendo a maior incidência nas gestantes.

E porque ele é tão eficaz? Por que reduz o crescimento de bactérias na pele e reduz a inflamação, que são responsáveis pelo surgimento da acne. Para os que possuem manchas, ele funciona muito bem por reduzir a pigmentação da pele.

Outro ponto positivo é que ele contribui para eliminar radicais livres, o que deixa a pele com aspecto mais jovem e pelo fato de não ser um ácido tóxico, é tolerado pela maioria das pessoas que fazem o seu uso.

Ácido Azeláico no Tratamento da Rosácea

Rosácea é uma condíção da pele comum e normalmente causada por alguma desordem inflamatória.

Seus sintomas incluem vermelhidão no rosto e pequenas protuberâncias que se assemelham a acne.

O Ácido Azeláico possui propriedades anti-inflamatórias, o que o torna um método eficaz no tratamento da Rosácea.

Algumas pessoas que usam o ácido azeláico pela primeira vez, relatam que ele causa ardência e até coceira na pele nos primeiros dias de uso, sendo que essa reação desaparece assim que a pele se adéqua ao produto.

Compartilhe!

Como tirar estrias vermelhas da barriga

Como Eliminar Estrias Vermelhas

Tirar as estrias vermelhas, assim como as brancas, é o desejo de 80% das mulheres, ou seja, a totalidade das mulheres que possuem estrias no mundo, mas esse é um problema que aparece também nos homens.

As estrias são cicatrizes e elas se formam pelo rompimento de fibras elásticas que sustentam a pele.

 

Como Eliminar Estrias Vermelhas

 

Inicialmente, junto com o rompimento das fibras ocorre o rompimento de vasos sanguíneos, deixando-as avermelhadas.

Então as estrias vermelhas são estrias recentes e, por esse motivo, são muito mais fáceis de tratar do que as estrias brancas, que são estrias antigas.

Nesse período inicial ainda há circulação de sangue na região e, portanto, as células ainda estão vivas.

As estrias podem ser uma manifestação hereditária e também são causadas pelo estiramento excessivo da pele como ocorre em caso de aumento de peso, durante o período de gestação e também naqueles que têm grande aumento da massa muscular.

As estrias vermelhas da barriga, assim como em qualquer outra região do corpo em que apareçam, podem ficar com aparência quase imperceptível após tratamentos, no entanto, depois de rompidas, as fibras não voltam mais à sua forma original.

 

Como tirar estrias vermelhas da barriga

 

A única forma de remover as estrias é por meio de cirurgia plástica. Normalmente passam pela cirurgia aqueles que possuem excesso de pele devido a um grande emagrecimento ou ao final da gravidez.

É feito um corte na pele e é removida a parte que contém as estrias. Esse tipo de cirurgia plástica custa em torno de R$ 8.000,00 a R$ 12.000,00.

Caso a pessoa não tenha excesso de pele e não precise de uma cirurgia, existem tratamentos estéticos que melhoram a aparência da estria, e no caso da estria vermelha que é uma estria iniciante, chega a melhorar a aparência da pele em até 80%.

Como exemplos de tratamentos existem o laser, a mesoterapia, a carboxiterapia e o peeling. Mas é necessário passar por uma avaliação médica para que seja indicado o tipo de tratamento certo para cada pele.

Se você ainda não possui estrias e a sua preocupação é preveni-las, é importante hidratar intensamente a pele, principalmente pelas mulheres grávidas que já sabem que a pele da região da barriga irá esticar bastante, tendo esse cuidado do início ao final da gestação. A hidratação pode ser feita com cremes hidratantes e óleos para a pele.

Outra forma de prevenir as estrias é por meio da ingestão de frutas que contenham vitamina C, principalmente as frutas cítricas. O tomate é outra fruta importante, pois possui o licopeno que ajuda a não destruir o colágeno.